Estimulação da linguagem em bebés!

 

Já há uns meses, num outro post do blog, vos deixei algumas dicas e sugestões de como estimular a linguagem dos nossos bebés! Na altura, a Eva era ainda muito pequenina, e o que sugeri nesse momento servia mais para ir criando a memória para a linguagem, uma memória que, mais tarde, seria reavivada e renascida com o surgir das primeiras palavras e com o evoluir da sua competência linguística.

Pois bem, essa altura começa a chegar e, sem dar conta, a pequena quase com 11 meses já vai dando um ar da sua graça no que toca às palavras: “papá”, “mamã”, “bebé”, … é maravilhoso assistir a este crescente do seu “dicionário” pessoal! Assim, mais do que ir descrevendo o meio e de criar pequenos diálogos com os pequenotes, aos quais eles não respondiam tanto, nesta fase, eles começam já a dar as suas respostas!

Seja um som isolado, uma sequência repetitiva de sons ou mesmo um amontoado de sons sem significado aparente, uma expressão facial ou um pequeno grito, tudo é fonte de comunicação. É nesta fase que os nossos bebés começam a perceber que, por meio da sua interação, nos influenciam positivamente a seu favor, pelo que ganham o gosto em comunicar, procurando incessantemente a nossa atenção. Nós, como pais e educadores, não devemos defraudar as suas expetativas e devemos estar atentos, dando-lhes resposta às suas iniciativas comunicativas.

O bebé aponta algum objeto ou elemento do meio? Provavelmente espera que lhe digamos o seu nome ou que o descrevamos. Que lhe expliquemos para que serve, como se usa, … que o deixemos tocar-lhe até, se assim for possível!

1

Introduzimos um novo alimento ou um mesmo alimento já cedido, mas com uma nova consistência? Porque não dar a conhecer ao bebé o seu nome, dizer-lhe de onde veio, onde foi comprado, … não, não é absurdo, é informação que eles vão ouvir e guardar verdadeiramente! Cada vez mais, os reflexos destes diálogos serão visíveis!

3

O bebé gosta de ouvir música? Dê-lhe a oportunidade de a ouvir várias vezes por dia, de vários tipos, … infantil, clássica, … ajude-o a bater os tempos, a imitar pequenas sequências, a bater palmas quando cada canção termina, … competências de consciência fonológica, por exemplo, podem sair a ganhar com tudo isto. Se a criança souber “bater” a cadência de uma música, mais tarde poderá lembrar-se disto quando lhe pedirmos para contar as sílabas de uma palavra, batendo palmas ou batendo com a mão na mesa, uma pancada por cada sílaba contabilizada.

4

Ouvir a história antes de adormecer deixa-o mais atento que nunca? Ótimo! Toca a contar histórias sempre que possível, mostrando-lhe as imagens, deixando-o tocar as páginas, … os livros de cartão são perfeitos para esta fase. É tão engraçado ver os mais pequeninos a folheá-los com as suas pequenas mãos! Diga-lhe o que vê, o nome dos animais, dos frutos, dos objetos, … compare-os com os objetos reais e dê-lhos para a mão para aumentar a realidade mostrada e todas as possibilidades de exploração! Assim, de pequeninos, fazemos os grandes leitores do futuro!

2

O seu bebé gosta de “conversar” consigo? Nunca deixe de lhe responder e de interagir com ele! Nem que seja apenas com uma pequena frase ou mesmo uma palavra! Sorria-lhe, … fale, … todas as formas de expressão contam! E se ele bater palmas, bata também! Cantem uma canção em conjunto… sejam felizes, da vossa forma tão própria e tão característica!

5

Mais tarde, quando os pequenos forem já crianças, adolescentes, adultos, colherão todos os frutos semeados nesta fase das suas vidas, … será destes momentos que viverá a vossa memória e de que se alimentará a sua imaginação. Partilhem, crescem juntos, … e a linguagem crescerá também!

2 comentários em “Estimulação da linguagem em bebés!”

Leave a Reply