Os benefícios do aleitamento materno para o bebé são já conhecidos e no último texto do blog esse tema foi abordado mais extensivamente (https://goo.gl/RSQspN). Mas, e para as mamãs que tão carinhosamente dão a maminha ou fazem a extração do seu leite com tanto amor e entrega, quais as vantagens e os benefícios? São muitos, desde o momento do parto e a longo prazo!

Primeiro que tudo, as vantagens começam desde logo na carteira, pois o leite materno é produto do nosso amor, custa apenas a nossa enorme dedicação, compensada com a doçura do momento mais perfeito que conheço: o da amamentação. Poder poupar cerca de 1000 euros nos primeiros 6 meses de vida, se o aleitamento materno for exclusivo, é excelente. Já para não fazer contas aos restantes meses! E as trouxas quando saiamos de casa? Muito menos! Nada de biberons, tetinas, termos com água, … está ali tudo, na hora, totalmente esterilizado, sem risco de contágios nem necessidade de preparação. A temperatura é a ideal! Bolso cheio, coração repleto, bebé feliz!

3

E para além disso, no período pós-parto, quais as maravilhas da amamentação? Seguramente que todas nós já ouvimos dizer que amamentar ajuda na recuperação do peso após a gravidez! Verdade, bem verdade! E também é mais fácil o útero recuperar a sua forma anterior! Mamãs que amamentam, já sentiram uma espécie de contrações enquanto dão de mamar aos filhotes? Ora, aí está a confirmação destas informações. Por ação da ocitocina, são geradas contrações uterinas que favorecem este processo. Barriguinha no sítio, apenas com um belo momento de miminho com os nossos rebentos! A perda de peso é mais rápida e superior já que amamentar leva à mãe cerca de 600 calorias por dia, o equivalente a nadar cerca de trinta piscinas por dia. Que grandes atletas!

1

Para além disto, as mães que amamentam têm menos probabilidade de apresentar anemia, dado que o sangramento após o parto é em muito menor quantidade, o que não debilita tanto o corpo da recém-mãe e elimina uma dose de ferro muito inferior do organismo! A queda de cabelo também é menos evidente! Mas se pensam que os benefícios ficam por aqui, a longo prazo, eles são também conhecidos!

Menores riscos de cancro de mama e do ovário (González), dado que a lactação suprime a produção de estrogénio! 47 estudos, levados a cabo em cerca de 30 países, realizados com mais de 50 000 casos de cancro de mama e 90 000 controlos concluíram que poderiam ser evitados 50 000 novos casos de cancro por ano, por cada 12 meses de aumento na duração média da amamentação. Nós, mulheres, podemos escolher este caminho.

2

Outros benefícios de amamentar? Menos incidência de osteoporose e de fraturas no fémur! O tecido mamário conserva a sua forma durante um período de anos mais avançado (Saraiva) e os níveis de açúcar em mães diabéticas são estabilizados.

E a contraceção natural, assunto de tanto interesse para a maior das mulheres? Sim, é verdade, uma mãe que ainda não tenha menstruado e que amamente o seu filho frequentemente e em exclusivo com leite materno tem menos probabilidades de engravidar novamente. A somar a tudo isto, referem-se ainda os menores níveis de depressão registados, dado que as hormonas secretadas durante a amamentação levam a um estado de acalmia e de tranquilidade absolutas. Tudo bons motivos para partilhar estes momentos de pura entrega com os nossos filhos! Passem a palavra, compartilhem experiências, sejam felizes com os vossos bebés e em família!


4 comentários

carlosamaralphotography · 7 de Agosto, 2017 às 0:35

Só imagino bebés felizes!!

Gisela Cardoso · 7 de Agosto, 2017 às 13:23

Concordo com tudo!
Amamentei 9 meses da primeira e tenciono o mais tempo possível da segunda.
Mas no meu caso, não ajuda a emagrecer, pelo contrário.
Muita fome durante a amentação e muitas horas por dia/ noite sentada no sofá a dar de mamar, em vez de ir fazer exercício físico, por exemplo.
No entanto, é mais um sacrifício por elas e no trocaria o leite materno e todas as suas vantagens para meu benefício!

    joanaaterapeuta · 8 de Agosto, 2017 às 8:48

    Que bom Gisela, por eles vale tudo a pena, sem dúvida!

    É bom saber que há mães assim, que pensam no bem estar dos seus filhos, acima de tudo! Não sei que idade terá a sua filhota mais nova, mas a perda de peso com ajuda da amamentação é mais significativa no início do aleitamento, nos primeiros meses. Por norma, uma mãe que amamenta dispende cerca de 700 calorias a mais, mas apenas necessita de ingerir mais 500 que anteriormente, com o seu ritmo de vida normal. Isto, porque as outras 200 são retiradas das reservas do nosso corpo, daí a mais rápida recuperação de peso associada ao amamentar. Por vezes temos é a tendência de achar que temos que comer muito mais durante este período, e depois ultrapassamos em muito as cerca de 500 calorias recomendadas!
    Em breve terá mais algum tempo para voltar a cuidar de si ao máximo. Fique agora com a certeza que lhes está a dar o melhor começo de vida possível.
    Estou sempre ao dispor! Um grande beijinho e obrigada por seguir o nosso blog! 🙂 Muitas felicidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *