Ontem completaste dois aninhos, minha Sininho! Dois anos que passaram num lance rápido e fugidio… nem sei como! Ainda ontem eras o fruto pequenino que em mim crescia e hoje tens quase metade do meu tamanho (verdade seja dita, não é difícil!).

Lembro-me de na gravidez ouvir dizer e ler várias vezes que os primeiros mil dias do bebé eram do mais importante que há. Mil dias esses, contados desde a gestação. O seu auge seria completo aos dois anos, ou seja, foi ontem que atingiste esta meta. A meta em que deixas oficialmente de ser um bebé e passas a ser uma criança. Como o tempo corre ligeiro e sem mágoa… como a vida segue e não espera pela gente, já o diz e bem a “nossa” Mariza.

Hoje já és tu que me confortas nas tristezas e me dizes “não fiques triste, mamã!”. És tu quem me acaricia o rosto e me olha com esses olhitos pequenitos e ternurentos. É cedo, (6:50) fui dar-te um beijo e ainda dormes! Estás grande, tão grande, … crescida em todos os sentidos! Autónoma, uma menina de bem! As birras que fazes de vez em quando não são capazes de atenuar a magia do amor que por ti sinto, … continuas a ser uma criança… o meu bebé! Ocupas meia cama, … dormes serena… respiras levemente e sei que estás feliz, em paz! Que bom saber que te podemos proporcionar esta simplicidade tão rica: a de te dar amor, uma família, um teto… um lar!

Contigo, cada dia trás uma nova missão: a de te fazer feliz! É para ela que busco forças incessantemente! Obrigada, ser tão pequenino… obrigada por dares sentido à minha vida e me mostrares que os dias podem começar cinzentos mas seguir mais coloridos. Obrigada por seres o sol em dias mais nublados! Obrigada, doce meu!


1 comentário

carlosamaralphotography · 24 de Julho, 2018 às 10:35

<3

Leave a Reply

%d bloggers like this: