Nem sempre os dias são fáceis, … nem são aquilo que sonhamos!

Nem sempre as manhãs são de sol ou são tranquilas como as queríamos.

Nem sempre os dias começam com todos os abraços que imaginamos e planeamos, pois as birras tomam conta de muitos deles.

Nem sempre o vestir é um momento pacífico, pois teimas em acordar rabugenta e queres é ficar de pijama.

Nem sempre concordas com a cor das meias, com os bonecos das cuecas ou com o ires de calças ou de vestido.

Nem sempre queres o leite ou o pão que te preparamos, … ou queres cereais quando tudo o resto já estava preparado.

Há dias em que te custa ficar na creche, outros em que as lágrimas são para vir embora, pois o sol que se faz sentir ainda te permitiria muitas brincadeiras com os colegas, na rua.

Há dias em que até com temperaturas amenas queres a manta das princesas pelas costas na hora do jantar, … mas depois enquanto comes a sopa ela vai escorregando… e a birra volta a nós… temos de a “ir deitar fora”, como tanto te alivia fazer.

2

Hoje foi um desses dias, … mas hoje, entre tantos outros, e com mais intensidade ainda, com um sabor ainda mais forte, quando me despedia de ti e te dava um beijinho de boa noite ouvi um “mamã, eu gosto de ti”! Chamaste-me de “meu doce”, “meu anjo”, “meu amor”, como tantas vezes te chamo. Na inocência dos teus dois anos e pouco, no auge da formação da tua personalidade, parecias pedir desculpa. Senti-me feliz, senti um calor imenso no coração. Esqueci tudo o que de resto tinha sido o dia. Resolvi guardar isto, … resolvi guardar o melhor e o dia termina com balanço positivo. Nada paga o teu amor… nenhuma birra o anula ou diminui, nenhuma chatice maior o consome. E sabes que mais? Também te amo filha do meu coração! Que mais dias se encham assim de luz e de amor, .. e que a vida assim se faça, sempre, com a luz dos teus olhos e com a tua mão bem junto do meu rosto, quando me acaricias a face com a tua ternura de menina.

Nem sempre os dias são fáceis, … mas são certamente melhores, por te ter na minha vida.

 


0 comentários

Rosa HENRIQUES · 8 de Novembro, 2019 às 15:42

Querida Joana. Para mim este artigo está super atual. Não têm sido dias fáceis. As birras envolvem o vestir, o comer e o fazer as necessidades no pote/sanita. Mas também temos momentos muito bons e tento sugá-los para renovar energias. Obrigada pelas tuas partilhas 🙂 beijinhos

    joanaaterapeuta · 9 de Novembro, 2019 às 8:21

    Obrigada querida Rosa. O blog ganha força quando cumpre a sua missão…a de chegar perto das famílias, aquelas que se identificam com as situações que vivemos .. é por vocês que estas partilhas fazem sentido. Obrigada por nos seguirem. Queremos continuar a estar pertinho! ♥️

Leave a Reply

%d bloggers like this: